ZOONOSES

    Há quem ache que os animais domésticos são um perigo à saúde pública, pois podem transmitir inúmeras doenças ao homem. Nessa afirmação há um grande exagero, uma vez que animais tratados, vermifugados e vacinados, que vivem em boas condições de higiene, dificilmente transmitirão doenças às pessoas.
    No entanto, os cães e gatos podem transmitir, em determinadas condições e situações, doenças ao homem.     Essas doenças são chamadas de zoonoses. Dentre as principais zoonoses destacamos:
bicho geográfico (larvas presentes nas fezes contaminadas de cães e gatos não vermifugados que penetram na derme do homem),
escabiose (sarna),
giardíase (ingestão de cistos do protozoário presentes em fezes de animais doentes ou em alimentos contaminados),
leishmaniose (“mosquito palha” pica um cão contaminado e depois pica o homem),
leptospirose (bactéria transmitida ao homem pela urina do rato ou cão contaminado),
micoses (doenças fúngicas de pele), raiva (vírus transmitido através da mordedura de um animal doente) e
toxoplasmose (protozoário presente em fezes de gatos doentes ou em alimentos contaminados por estas).